Reserva de Emergência

O tema sobre “reserva de emergência” se tornou cada vez mais importante devido à pandemia do corona vírus. Basicamente, uma reserva de emergência inclui o valor que você deve investir em investimentos de baixo risco para eventualmente resgatar quando necessário, como:

  • Despesas inesperadas.
  • Tempo de transição de trabalho.
  • Perda temporária de renda.

Pessoas com reservas de emergência são mais capazes de resistir a uma crise do que aquelas sem. Isso porque as reservas lhe dão proteção e você terá muito dinheiro para sustentá-lo mesmo em momentos em que sua renda for reduzida ou mesmo inexistente.

Então, se você ainda não tem uma reserva de emergência, é muito importante começar uma logo. As reservas também são importantes para a manutenção de outros investimentos. Por exemplo, digamos que você investiu muito dinheiro em ações, mas agora precisa de algum dinheiro de emergência para cobrir algumas despesas inesperadas.

Se você não tiver reservas para emergências, terá que vender suas ações em baixa, quando estiverem mais atraentes. Portanto, lembre-se sempre de que as reservas para contingências são cruciais. Recomendamos até que você tenha uma reserva para contingências antes de começar a investir em renda variável.

Post Reserva de emergência

Para o que serve a tua reserva de emergência ?

Muitos investidores confundem reservas de emergência com reservas de oportunidade. Agora que você entende o que é uma reserva de contingência, o que é uma reserva de oportunidade?

A reserva de oportunidades é um recurso que alguns investidores aplicam enquanto esperam por melhores opções de investimento em ações e fundos imobiliários. É o dinheiro que fica na renda fixa, mas no futuro, quando as condições forem mais atrativas, eles serão alocados na renda variável.
Portanto, nunca, confunda este recurso com seu estoque de emergência.

Os fundos de emergência, como o nome sugere, são dedicados a emergências e não devem ser usados ​​para aproveitar oportunidades de investimento, por melhores que pareçam. Não tente usá-lo no curto prazo e depois tentar recuperar, pois pode acabar perdendo esse valor. Seu fundo de emergência exige muita disciplina e responsabilidade.

Quanto ter na reserva de emergência ?

Agora que você entende o que é uma reserva de emergência e para que serve, você pode estar se perguntando: “Tudo bem, mas qual valor devo ter na minha reserva?”

A resposta é: depende!

Depende de muitos fatores, mas depende principalmente do seu custo de vida atual, que é o quanto você gasta em necessidades básicas a cada mês. Mas calma, não deixaremos você sem referências. Iremos te aconselhar com base no seu perfil.

Portanto, uma regra básica que funciona para a maioria das pessoas é:

  • Tenha 6 vezes o seu custo mensal na reserva de emergência.

Então, se você gasta em média R$ 2.000 por mês, o ideal é que sua reserva de emergência fique em torno de R$ 12.000. Este 6x do seu gasto mensal costuma ser suficiente para apoiá-lo em momentos difíceis (transição profissional, desemprego ou despesas inesperadas).

Mas por que a resposta para a pergunta anterior é “depende”?
Algumas pessoas desfrutam de maior estabilidade na carreira do que outras. Por exemplo, se você é um profissional autônomo trabalhando sob demanda, um chamado freelancer, sua renda será naturalmente mais incerta. Portanto, é recomendável que você tenha uma reserva maior (por exemplo, 12 vezes o custo mensal).

Por outro lado, como os funcionários públicos, os do outro extremo gozam de maior estabilidade e previsibilidade. Para essas pessoas, as reservas podem ser reduzidas, como 3 vezes o custo mensal.

Portanto, o valor da sua reserva também deve ser adaptado ao seu perfil profissional. Como recomendação geral, recomendamos que você tenha uma reserva de pelo menos 6 vezes seus gastos mensais.

Uma última observação é, monte primeiro a sua reserva de emergência antes de começar a investir em renda variável. Pode demorar, mas é um esforço que vale a pena além da dor de cabeça que você irá evitar.

Onde aplicar a reserva de emergência ?

Agora que você já sabe o que é uma reserva de emergência, para o que ela serve e de quanto deve ser, ainda falta um último ponto importante: onde você deve usar essa reserva? Em que tipo de investimento?

Aqui, o foco deve estar em apenas uma coisa, segurança.

Você nunca deve usar seu fundo de emergência para investimentos de alto risco. Você já se perguntou o que acontecerá com as pessoas que colocarem suas reservas de emergência em bolsas de valores e as resgatarem no momento em que o mercado está em queda? As reservas podem ser cortadas pela metade devido à alta volatilidade.

Portanto, o foco deve estar na segurança, não no retorno. Neste caso, o retorno deve ser secundário. Portanto, devemos nos concentrar em aplicações de baixo risco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.