As 7 principais práticas recomendadas de gerenciamento de infraestrutura de TI para empresas

Dados os vários componentes de infraestrutura de TI disponíveis hoje e as várias arquiteturas que você pode escolher, gerenciar todo o cenário pode parecer uma tarefa formidável. Para gerenciar sua infraestrutura de TI com eficiência e permitir operações digitais ininterruptas, aqui estão as principais práticas recomendadas a serem lembradas.

1. Faça um benchmark de seu nível atual e projetado de maturidade digital

Sua seleção de arquitetura de infraestrutura de TI, dependerá de suas dependências digitais no momento e do nível de maturidade que você deseja alcançar nos próximos trimestres. Por exemplo, se você tiver apenas dois escritórios em uma única região, a arquitetura tradicional pode ser suficiente. No entanto, se você planeja escalar, adicionando novos escritórios, contratando uma equipe remota, aumentando o rendimento, etc. Você precisará estar pronto para a nuvem em algum momento. Nesse caso, é melhor começar com uma visão de nuvem em primeiro lugar, em vez de investir em sistemas caros no local.

2. Encontre oportunidades de arbitragem trabalhista por meio de serviços de TI gerenciados

Os provedores de serviços gerenciados podem transformar drasticamente seus recursos de gerenciamento de infraestrutura de TI sem aumentar seus custos ou esforços de mão de obra. Isso se deve a dois motivos: primeiro, os recursos são compartilhados entre as organizações, reduzindo o volume de custos para cada locatário. Em segundo lugar, eles normalmente aproveitam os locais de melhor custo para reduzir as despesas de contratação de profissionais de TI altamente qualificados. Um provedor gerenciado pode operar remotamente sua infraestrutura de TI e manter o desempenho conforme os SLAs, com intervenção no local conforme necessário.

3. Explore como os AIOps podem otimizar o gerenciamento da infraestrutura de TI

Como o nome sugere, o AIOps usa o poder da inteligência artificial para monitorar e gerenciar ambientes de TI. De acordo com pesquisas, apenas 6% das organizações implementaram AIOps de maneira significativa, com 94% não implementando ou presos em estágios piloto limitados. Há muito potencial nesse espaço, pois os AIOps podem automatizar tarefas como resolução simples de tíquetes de TI, sinalização de atividades anômalas, alocação de recursos com base na prioridade do aplicativo, análise de logs de TI, provisionamento de serviços e muito mais.

4. Esclareça a propriedade de recursos, ativos e processos entre as equipes de negócios e de TI

À medida que a tecnologia digital se torna mais entrelaçada com os processos de negócios, a questão da propriedade é inevitável. Por exemplo, os sistemas de gerenciamento de informações podem ser de propriedade da TI ou do departamento de RH, que os aproveita principalmente para HRIS. É vital esclarecer a propriedade como parte de seu plano de gerenciamento de infraestrutura de TI para haver uma linha clara de responsabilidade pela resolução de problemas, desempenho, extensões e gerenciamento de orçamento. Você pode até configurar um centro de excelência para componentes específicos para impulsionar a colaboração entre negócios e TI.

5. Esboce um roteiro que prioriza a nuvem

Há vários benefícios de migrar para a nuvem, não apenas melhora a resiliência (como demonstrado no ano passado, durante a mudança para o trabalho remoto), mas também pode reduzir seu custo total de propriedade (TCO) em até 40%. A nuvem permite a facilidade de acesso de vários locais e por usuários externos. Ele também abre caminho para o desenvolvimento ágil usando contêineres. Se você ainda não migrou para a nuvem, esse deve ser um dos principais itens da agenda para os próximos trimestres, começando com uma estratégia de nuvem híbrida.

6. Proteja sua cadeia de suprimentos de TI contra vulnerabilidades e ataques de segurança 

Os ataques à cadeia de suprimentos são uma realidade inegável nos ambientes de TI, conectados de hoje, fortemente dependentes de fornecedores e parceiros terceirizados. Vulnerabilidades no momento da fabricação do dispositivo, configuração do firmware, envio, atualizações remotas de software, etc., podem causar falhas em sua postura de segurança que são negligenciadas, pois não são criadas ou provisionadas internamente. É por isso que você precisa realizar avaliações de segurança rigorosas para alianças com terceiros e auditar regularmente sua infraestrutura de TI em busca de quaisquer lacunas.

7. Invista em infraestrutura de backup e recuperação de desastres

O aspecto de backup e recuperação de desastres (BDR) do gerenciamento de infraestrutura de TI não deve ser negligenciado porque a empresa está focada apenas nas operações e no desempenho dos negócios. Um plano BDR forte, apoiado por componentes de infraestrutura de TI, como servidores de armazenamento remoto, redes alternativas/de backup, backups de dados em nuvem e software DLP, pode ajudá-lo a superar períodos inesperados de desafios e mudanças. É vital proteger contra desastres naturais e atos de Deus, bem como paralisações imprevisíveis, ataques cibernéticos e problemas relacionados à força de trabalho.

Essas sete práticas recomendadas podem ajudá-lo a selecionar a infraestrutura de TI mais adequada para sua organização, mantendo-se dentro de suas estimativas de custo e roteiro enquanto impulsiona o desempenho e a geração de valor. Lembre-se de priorizar a escalabilidade ao investir em qualquer novo componente de infraestrutura de TI, pois o cenário digital provavelmente continuará evoluindo rapidamente ao longo do tempo e influenciará quase todas as operações de negócios do desenvolvimento de produtos às cadeias de suprimentos, do gerenciamento de instalações ao RH.

Por fim, as equipes de TI, devem manter uma documentação detalhada dos componentes, atualizações e processos da infraestrutura. Isso evitará que componentes de TI de sombra (ou seja, partes da infraestrutura de TI que são invisíveis e fora de sua governança) surjam, mantendo a segurança e o crescimento sustentável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 13 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.