O que é Active Directory? Funcionamento, importância e alternativas

O Active Directory é um banco de dados central que organiza sistematicamente a rede e os usuários de uma empresa.

O Active Directory (AD) é um serviço de diretório que conecta de forma eficiente os usuários aos recursos de rede necessários para a execução de suas tarefas.

AD é uma entidade proprietária da Microsoft executada no Windows Server e permite que os administradores gerenciem as permissões de acesso nas redes.

Este artigo explica os fundamentos e a importância do Active Directory e lista oito de suas principais alternativas.

O que é Active Directory?

O Active Directory (AD) é um serviço de diretório essencial que conecta os usuários aos recursos de rede necessários para suas tarefas. Como uma solução proprietária da Microsoft, o AD é executado no Windows Server e capacita os administradores a gerenciar com eficiência as permissões de acesso nas redes. Introduzido pela primeira vez no sistema Windows 2000, o AD foi desenvolvido para fornecer serviços de diretório em ambientes de TI complexos.

O diretório do AD armazena informações sobre objetos, que podem ser usuários, grupos, dispositivos ou aplicativos. O AD desempenha um papel crucial ao categorizar esses objetos com base em seus nomes e atributos. Por exemplo, um objeto de usuário pode conter informações como nome de usuário, cargo, permissões de acesso e senha do sistema, entre outros detalhes relevantes.

O Serviço de Domínio (AD DS), também conhecido como “AD DS”, é o principal serviço oferecido pelo Active Directory. Ele armazena informações de diretório e gerencia a interação dos usuários com o domínio. Quando um usuário acessa um sistema ou tenta se conectar a um servidor em uma rede, o AD DS verifica e controla o acesso do usuário aos recursos. O AD DS desempenha um papel crítico no controle do acesso do usuário a recursos de rede e é fundamental para produtos da Microsoft, como o Exchange Server e o SharePoint Server, que dependem dele para fornecer acesso aos recursos de rede. O controlador de domínio (DC) é o servidor que hospeda o AD DS.

As organizações utilizam os serviços fornecidos pelo AD para controlar as atividades em sua infraestrutura de TI. Portanto, compreender a estrutura básica do AD é vital para o gerenciamento adequado das atividades em uma organização.

Estrutura do Active Directory

O Active Directory utiliza uma estrutura hierárquica que armazena dados em domínios, árvores e florestas, proporcionando uma organização eficiente das informações.

Domínio: No contexto do Active Directory, um domínio representa um conjunto de objetos, como usuários, periféricos e dispositivos, que compartilham um banco de dados AD comum, promovendo a centralização e o compartilhamento de informações de forma eficiente.

Árvore: Um ou mais domínios se combinam para formar uma árvore. A árvore tem um nome de raiz DNS comum. Por exemplo, ecommerce.marketing.com, sales.marketing.com e business.marketing.com.

Floresta: uma ou mais árvores que compartilham um esquema comum, configuração de diretório ou um catálogo global são consideradas uma floresta. No entanto, isso não tem um namespace contínuo como uma árvore. As florestas atuam como um limite de segurança para redes organizacionais.

Unidades Organizacionais (UO): Objetos em um domínio se enquadram em UOs. Isso simplifica a administração e o gerenciamento de políticas, pois os administradores podem criar estruturas funcionais, geográficas ou de negócios e, em seguida, aplicar políticas de grupo a todas essas UOs. Além disso, as UOs desempenham um papel crucial quando se trata da delegação de controle sobre os recursos da rede para diferentes administradores.

Outros serviços do Active Directory

Com o tempo, os ADs evoluíram e a Microsoft incorporou um conjunto adicional de serviços sob o guarda-chuva do Active Directory.

1. Serviços de Diretório Leve do Active Directory (AD LDS)

A versão leve do Domain Services elimina funcionalidades complexas e avançadas dos serviços de diretório ao reduzir o uso de controladores de domínio, florestas ou domínios. Esses serviços são normalmente empregados em configurações de pequenos escritórios.

Por exemplo, digamos que uma empresa armazene todas as informações de seu roteador em um diretório. Nesse caso, o Lightweight Directory Access Protocol (LDAP) pode ser empregado para procurar um roteador específico, localizá-lo na rede e, em seguida, conectar-se a ele com segurança. Aqui, o LDAP representa uma instância do AD LDS. 

2. Serviços de certificados do Active Directory (AD CS)

AD CS refere-se a serviços usados ​​para emitir e gerenciar certificados digitais frequentemente vistos em configurações de segurança de software. Esses sistemas de segurança dependem de tecnologias de chave pública. Os certificados digitais fornecidos pelo AD CS podem ser usados ​​para criptografar e assinar documentos digitais. Esses certificados também podem ser usados ​​para autenticar computadores, usuários ou dispositivos em uma rede.

3. Serviços de Federação do Active Directory (AD FS)

O AD FS permite que os indivíduos usem o recurso de logon único (SSO) para acessar aplicativos e sistemas fora do ambiente corporativo. É muito parecido com um recurso baseado na Web que os contratantes podem usar para fazer logon em uma rede pessoal e, ao mesmo tempo, obter autorização para acessar a rede privada de um cliente.

4. Serviços de Gerenciamento de Direitos do Active Directory (AD RMS)

O AD RMS é usado como uma estratégia de segurança por organizações para salvaguardar e proteger documentos usando políticas de gerenciamento de direitos de informação (IRM). O AD RMS permite que indivíduos e administradores definam permissões para acessar documentos, pastas de trabalho e apresentações.

Importância do Active Directory

O Active Directory facilita a vida de um administrador, por fornecer uma plataforma centralizada de gerenciamento de usuários e direitos. As organizações obtêm melhor controle sobre as configurações do computador e do usuário implementando o AD. Além disso, as empresas podem manter sua rede e recursos seguros e organizados sem a necessidade de implantar recursos excessivos de TI.

Graças aos benefícios que o AD oferece a organizações de todos os tamanhos, várias empresas hoje o implementam por necessidade. De acordo com um relatório recente da 6sense, em 2023, 18.132 empresas de todo o mundo começaram a usar os serviços do Microsoft Azure AD. Se olharmos do ponto de vista geográfico, os EUA são o principal contribuinte com 51,96% dos clientes, seguidos pelo Reino Unido com 9,52% e Canadá com 5,59% dos clientes.

Como o AD está sendo implantado em grande escala, é importante considerar por que sua implementação é inevitável para ambientes de TI.

1. Fornece um repositório de dados mestre

AD é um repositório mestre que armazena as informações de identidade de usuários, aplicativos e recursos de rede. O banco de dados AD pode armazenar as informações de até 2 bilhões de objetos. Além disso, o AD oferece flexibilidade aos usuários corporativos que pretendem usar a rede da organização a partir de qualquer local remoto. Isso significa que usuários remotos podem acessar recursos de rede de qualquer lugar na rede, independentemente de sua presença física.

O AD é fundamental para os administradores, pois a autenticação e autorização de usuários e aplicativos podem ser feitas a partir de um repositório principal. Além disso, sem os serviços de diretório, as informações de identidade podem ser replicadas em vários sistemas, podendo eventualmente complicar a tarefa dos administradores.

2. Facilita a replicação mínima de dados

Em empresas complexas, vários controladores de domínio são essenciais para executar as operações comerciais. Quando as identidades são gerenciadas por um sistema de banco de dados central, os controladores de subdomínio estão cientes das atualizações que ocorrem no banco de dados do AD. Assim, o AD pode delegar responsabilidades a controladores de domínio centralizados por meio de ferramentas de organização para adicionar, excluir ou modificar identidades/objetos ativos, ou inativos. Esses recursos de sincronização garantem que os dados sejam consistentes em todos os controladores de domínio. Como resultado, as organizações podem fazer alterações em suas operações com apenas alguns cliques.

3. Permite auditorias periódicas

A auditoria é essencial para que as organizações se mantenham atualizadas sobre ameaças de segurança novas e emergentes. O AD permite auditorias periódicas de eventos que ocorrem na infraestrutura de identidade, como autenticação de objeto ou violação de acesso do usuário. Com um banco de dados central instalado, esses dados de ameaças podem ser facilmente coletados e usados ​​para fins de solução de problemas.

4. Fornece segurança de rede

O AD atua como uma ferramenta de segurança que protege a rede de uma organização contra ameaças externas. As autoridades de gerenciamento de nível superior e as principais partes interessadas também podem usar o AD para definir permissões para recursos de rede e aplicativos para outros administradores ou usuários. Além disso, como o AD é estruturado hierarquicamente, os objetos na árvore ou floresta do AD podem herdar permissões de objetos pai. Esses recursos auxiliam na identificação de usuários corporativos ou remotos de forma única e segura.

Os administradores também podem atualizar devidamente as permissões de acesso em um banco de dados, reduzindo as chances de configuração incorreta ou desatualizada no diretório.

5. Permite a funcionalidade de logon único

Uma empresa geralmente usa vários aplicativos em sua estrutura. No entanto, cada um desses aplicativos emprega seus próprios mecanismos de autenticação. Como o AD suporta recursos SSO, os usuários podem entrar com um conjunto de credenciais e obter acesso a outros sistemas de software independentes usados ​​pela empresa. Em palavras simples, os usuários não precisam entrar sempre para obter acesso a um aplicativo mais recente. Depois que um usuário é autenticado em um sistema de computador, as credenciais dessa sessão são usadas para autenticar outros aplicativos integrados ao AD.

Principais alternativas ao Active Directory

Seria um eufemismo dizer que a privacidade é uma grande preocupação para todas as organizações. A Microsoft já forneceu uma solução para isso por meio do Active Directory. No entanto, vários outros players estão operando no mercado, ajudando as empresas a proteger suas redes. De acordo com dados de 2023 da 6sense, o mercado de gerenciamento de identidade e acesso (IAM) é dominado pelo Microsoft Active Directory com 33,48% de participação de mercado, seguido pelo Azure Active Directory (13,46%), Microsoft Azure Active Directory (10,37%) e AWS Identity e Gestão de Acessos (5,54%). Estas são as principais alternativas ao AD, disponíveis comercialmente no mercado:

1. Diretório Apache

O Apache Directory é um software de código aberto desenvolvido pela Apache Software Foundation. A solução é um servidor de diretório baseado em Java e certificado para LDAP V3. O diretório foi aprovado pelo Open Group e bancos de dados baseados em Eclipse em 2006. Ele pode suportar códigos adicionais devido à sua integração com o servidor Kerberos.

Os recursos avançados incluem um navegador de esquema, editor Directory Services Markup Language (DSML), editor/navegador LDAP e editor LDAP Data Interchange Format (LDIF) para o servidor de diretório baseado em Eclipse. Aqui, LDIF representa o conteúdo do diretório LDA, que mostra um registro para cada objeto ou entrada. Além disso, novos recursos podem ser incorporados ao diretório Apache atualizando plug-ins baseados em Eclipse.

2. Abra o LDAP

O Open LDAP é uma ferramenta de código aberto projetada sob o projeto OpenLDAP. É uma ferramenta de administração usada para controle de banco de dados LDAP. Normalmente é considerado um cliente Windows LDAP que permite navegar, pesquisar, criar, alterar e excluir elementos residentes no servidor LDAP.

Outros recursos incluem navegação de esquema, gerenciamento de senha, exportação e importação de LDIF e muito mais.

3. FreeIPA

O FreeIPA é uma ferramenta de identidade e autenticação de código aberto desenvolvida pela Red Hat. Ele oferece um conjunto de serviços como gerenciamento de identidade, serviços de auditoria e políticas personalizadas para redes de computadores Linux e Unix. A versão atual do projeto RHEL 6.2 (Red Hat Enterprise Linux 6) visa incorporar diversos recursos que o AD oferece.

Alguns de seus principais recursos incluem: 

  • A solução de gerenciamento de informações de segurança é uma combinação eficaz de Linux (Fedora), 389 Directory Server, MIT Kerberos e outros componentes, que trabalham em conjunto para garantir uma gestão robusta e confiável das informações de segurança; 
  • Instalação e configuração automatizadas;
  • Interfaces de gerenciamento expansíveis, incluindo CLI, WEB UI e Python SDK.

4. Samba

O Samba é uma ferramenta de código aberto que roda em plataformas Unix e coexiste com o Windows. Embora opere no ambiente Unix, a ferramenta se comunica perfeitamente com clientes Windows. O diretório permite que você mude de uma rede Unix para uma rede Windows facilmente. Como resultado, você pode acessar arquivos do Windows e serviços de impressão sem se preocupar com o sistema Unix subjacente.

O projeto Samba depende de uma implementação CIFS (Common Internet File System) para realizar as tarefas de comutação acima. O projeto já foi transferido para vários sistemas host não-Unix, como NetWare, AmigaOS e VMS.

5. Univention Corporate Server (UCS)

O Univention Corporate Server é um software de servidor que controla os aplicativos do servidor, gerenciando assim as operações de TI. Possui um sistema integrado para controle de servidores multiplataforma, clientes, usuários e serviços, inclusive máquinas operadas em UCS. Portanto, o software é adotado pelo Debian GNU/Linux, um sistema operacional baseado em Linux encontrado em laptops, desktops e servidores.

O UCS passou por uma atualização para a versão 3.0, após a qual o software passou a oferecer suporte aos recursos do AD para administrar máquinas que executam o Microsoft Windows.

6. JumpCloud

JumpCloud é um diretório de nuvem que oferece uma plataforma centralizada para administração do sistema. A plataforma permite que os usuários acessem arquivos residentes nos sistemas Linux, Mac e Windows. O JumpCloud mantém o software do servidor atualizado, garante a disponibilidade do servidor e gerência as operações do servidor. O diretório tem uma versão de teste para usuários. No entanto, a versão completa precisa ser adquirida por meio de uma assinatura premium.

7. Lepide Auditor para Active Directory

O Lepide Auditor for Active Directory foi projetado para monitorar, auditar e relatar alterações conforme elas são feitas. A ferramenta pode procurar modificações feitas no diretório e descobrir aquelas que não são necessárias. Ele permite que você verifique quem fez as alterações, o que foram, quando e onde foram feitas. Além disso, a ferramenta está equipada com uma facilidade para notificar sempre que qualquer alteração for realizada no diretório.

Alguns outros recursos incluem exibições de painel de controle personalizáveis, criação de logs de auditoria em um local, geração de exibições para procurar modificações de diretório e um painel para sistemas auditados. O auditor também pode detectar riscos, verificar caminhos de ataque comuns e mitigar ataques em tempo real.

8. JXplorer

Jxplorer é uma ferramenta de plataforma cruzada que pode ser executada no Windows, Linux e muitos outros sistemas operacionais. Ele fornece interfaces LDAP e DSML que permitem monitorar e gerenciar um diretório LDAP sem usar a linha de comando tradicional. É uma ferramenta baseada em Java bastante adaptável e fácil de configurar. Está disponível em versões gratuitas e pagas para empresas.

Conclusão

Em resumo, o AD adiciona uma camada de segurança na rede de uma organização. Ele permite que os administradores de rede transmitam o software e as atualizações necessárias para manter a rede segura e protegida. Além disso, permite que os administradores monitorem e controlem os usuários com acesso à rede e quais são os privilégios de cada um.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 7 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.